Explorar S.Torcato

S.Torcato é uma pequena vila a 6Km de Guimarães, com um vasto património histórico-cultural, onde se sente a harmonia entre a Terra, o Homem e o Rio, sempre interligados por caminhos com História que tentaremos recuperar e preservar. Sendo um vale de tradições rurais, com a introdução do milho rijo em meados do século XVI, os moinhos tiveram um papel importante no desenvolvimento económico local. As características vinhas de enforcado, que ladeiam os campos de cultivo e o rio, em harmonia com os moinhos, dão uma beleza paisagística, única e diferente, própria desta região do Minho. Terra de fé e de fortes tradições e cultura seculares, o culto a S.Torcato tem como ponto alto a romaria Grande no 1º domingo de Julho. A localidade oferece ao visitante outros motivos de curiosidade, além do belo Santuário granítico, dos parques envolventes, do Museu Etnográfico e de Arte Sacra, a Capela da Fonte do Santo, local onde S.Torcato foi martirizado no ano de 715, quando pretendia impedir o avanço do exército árabe de Muça, general de Tarik, sobre a região. De acordo com a tradição, o seu corpo foi descoberto por um monge beneditino, sob um monte de pedras, no local onde hoje se ergue a Capela da Fonte do Santo. O monumento com mais história é, sem dúvida, a Igreja Velha de S.Torcato, onde, durante séculos, se recolheu o corpo incorrupto do Santo.

 

 

São Torcato, corpo santo,

Que dais a quem vos vem ver?

Aguinha da minha fonte

Para quem a quer beber.

 

É possível encontrar mais detalhes em JF S.Torcato.

 

Explorar Guimarães

Guimarães é uma cidade com um glorioso passado histórico, apresentando elevado grau de autenticidade nos tecidos urbano e edificado. Grande parte da estrutura edificada remonta ao século XVII. Estas construções constituem uma herança cultural, inerente ao património a salvaguardar. A autenticidade e integridade destes sistemas construtivos, constitui um valor singular excepcional. O Largo da Oliveira encontrase rodeado por um conjunto de construções de valor patrimonial, designadamente: a Igreja Nossa Senhora da Oliveira, as “casas alpendradas” o edificado habitacional erguido com os sistemas construtivos tradicionais, contendo ainda um alpendre gótico com o designado Padrão do Salado. A Praça de Santiago, rodeada pelo conjunto residencial de maior qualidade artística e ambiental dos séculos 17 e 18, é marcada pela presença do edifício da antiga Casa da Câmara, cujo rés-do-chão é constituído por um alpendre apoiado em arcadas góticas, elemento singular de articulação entre a mesma e o Largo da Oliveira. A Rua de Santa Maria, uma das mais antigas artérias de feição medieval, eixo principal de ligação entre o núcleo do Castelo, situado na cota alta e o núcleo do mosteiro, na parte baixa da vila. A Rua Nova ou Rua Egas Moniz, que apresenta um edificado de épocas bem diferenciadas, desde elementos de arquitectura medieval à arquitectura dos séculos 17 a 19, merecendo destaque a Casa da Rua Nova de raiz medieval, sofrendo obras de modificação no século XVII, que constitui um dos exemplos tipológicos mais característicos das designadas casas de ressalto. O Centro Histórico de Guimarães foi reconhecido pela UNESCO, em 2001, como Patromonio Cultural da Humanidade.

 

 

Para mais informações aconselhamos a visita de Guimarães Turismo.