Vale de S. Torcato Houses and Wine Bar

O Vale de S. Torcato Houses and Wine Bar encontra-se localizado na cidade Guimarães, muito perto da sua zona histórica e do Castelo de Guimarães.

Correspondendo a altos padrões de qualidade, esta unidade de alojamento garante-lhe todo o conforto, tranquilidade, segurança e bem-estar, quer para si como para toda a família. Se procura experiências únicas e inesquecíveis ao longo de todo o ano, aqui está a solução.

 

 

Todos os quartos possuem vistas para a piscina exterior, onde existe um terraço para banhos de sol em dias solarengos.

Este é um destino de eleição que se encontra à espera de ser descoberto, onde existe uma paleta de cores e de sensações que certamente variam em função de cada estação do ano.

Esta sugestão de alojamento, possui um bar, que é um espaço calmo e recatado com um ambiente onde os momentos de descontracção abundam.

 

“Vale de S. Torcato Houses and Wine Bar”. Escapadinhas. 12 de Abril, 2018.

http://www.escapadinhas.org/escapadinha-vale-de-s-torcato-houses-and-wine-bar/

O Vale de S. Torcato Houses & Wine Bar é o lugar onde a paisagem desperta os sentidos e permite recuperar as energias. A seis quilómetros do Castelo de Guimarães, a pacata vila de S.Torcato situa-se numa zona rural do concelho da cidade que viu nascer Portugal. É desde o verão do ano passado que este espaço oferece alojamento requintado. É em harmonia com a natureza e com a riqueza do património cultural que são garantidos o conforto, a tranquilidade, a segurança e o bem-estar para todos os que vêm a este espaço.

As casas estão equipadas com sala de estar, kitchenette e camas com lençóis de algodão. As paredes são feitas com tijolo, o que permite maior isolamento térmico e acústico. Nestes alojamentos cabem dois adultos e duas crianças. Os jardins têm árvores de fruto e camélias, junto à piscina, para relaxar o corpo e a alma. As estátuas de Dinis Ribeiro, artista local, destacam-se neste espaço. O artesanato que faz parte da decoração é de António Araújo e os quadros são de Pedro Guimarães.
Um horto com mais de 100 variedades de camélias é um ponto de interesse a visitar, assim como o lago artificial que se encontra a 200 metros. Com bom tempo, pode aproveitar os banhos de sol no terraço. Pode também usufruir de uma massagem e explorar a zona do mini-golfe. Por ali, há bancos de madeiras e mesas para fazer piqueniques, perto do rio Selho. O Wine Bar está sempre aberto e é o sítio ideal para quem deseja tomar um copo enquanto chega o fim da tarde. Para já, o Vale de S.Torcato Houses & Wine Bar ainda não tem refeições no local, mas o espaço tem parcerias com restaurantes do concelho.


Com nome inspirado na figura de S.Torcato, mártir do cristianismo, venerado na terra e na identidade do território, este refúgio tenta replicar o ripado dos espigueiros, as pérgulas e alpendres, as habitações dispersas, a praceta, a água e o respeito pela tipografia natural. O Vale de S.Torcato Houses & Wine Bar foi premiado com o Guest Review Awards 2017 pelo Booking, com uma pontuação de 9.6 em 10.

 

 

Almeida, Rita. “Escapar à cidade”. Revista Rua, p.62, 1 de Abril, 2018

Sete casas da cor da terra, muita madeira e o verde das árvores de fruto e das camélias marcam o Vale de São Torcato, onde o convite ao descanso chega de todos os recantos.

Damos a volta a Guimarães e em poucos minutos passamos por fábricas de calçado que dão lugar a campos cultivados e verdes nas encostas. Estamos a chegar a São Torcato e o imponente santuário com o mesmo nome chama imediatamente a atenção. É quase impossível não o vermos, empoleirado no topo da vila. De curva em curva pelas estradas minhotas rodeadas de muros de pedra, chegamos à primeira unidade de alojamento local da terra, na encosta que se estende à sombra do santuário.

Quando Armindo Carvalho decidiu aventurar-se neste negócio, há mais de três anos, São Torcato não tinha “uma única cama” para receber quem os visitasse, fosse em trabalho ou em turismo. O empresário, natural desta vila do concelho de Guimarães, não se acanhou e quis apostar num “segmento diferente”. À empresa que gere há 22 anos, no ramo dos tecidos de decoração — ou não estivéssemos nós numa zona do país onde a indústria têxtil é rainha —, foi buscar a experiência em materiais. E ao gabinete CREAR — Criação e Estudos de Arquitectura e Engenharia, de Guimarães, o projecto de linhas rectas e em tons de terra que contrasta com o restante casario rural e branco. É o Vale de São Torcato.

“A minha ideia era criar uma espécie de aldeia, um condomínio fechado”, conta o proprietário. O terreno tem um ligeiro declive e as casas — módulos com cerca de 40 metros quadrados de área — acompanham a subida e proporcionam pequenos recantos entre os alpendres e os muros de pedra que dividem os espaços (todos acessíveis também por rampas). As pérgolas que pontuam os jardins, com árvores de fruto e camélias em flor, e a madeira das casas e do enorme deck de madeira na zona das piscinas transmitem o aspecto “mais rural” da vila. “Os nossos embaixadores acrescentam alguma modernidade e diferenciação”, sublinha Armindo Carvalho.

PÚBLICO -

Os embaixadores de que fala são os dois artistas cujas obras estão expostas em todas os espaços do Vale de São Torcato, Pedro Guimarães e Dinis Ribeiro. As serigrafias de grande dimensão assinadas pelo primeiro, natural de Guimarães, ocupam as paredes dos quartos e das salas das casas, bem como do Wine Bar. É também da autoria deste artista plástico a representação do Santuário de São Torcato que funciona como logótipo do empreendimento turístico. Já o segundo, nascido em São Torcato e com formação em cantaria e talha, é o autor das esculturas em pedra espalhadas pela propriedade e também pelos alojamentos.

Comum a todas as sete casas é a tipologia T1, com kitchenette totalmente equipada, mesa de refeições, sofá e poltrona e um alpendre privativo com direito a deck de madeira e cadeiras de lona. O convite ao sossego chega, assim, de todos os cantos do empreendimento. A decoração das casas — e do quarto duplo localizado perto da recepção — é da responsabilidade de Armindo Carvalho, que se preocupou sobretudo com um aspecto: o conforto. E depois de uma noite bem dormida, em fim-de-semana de tempestade Hugo, podemos dizer que a missão foi cumprida. Porque as casas são insonorizadas, nem os galos dos quintais vizinhos ouvimos. E porque as camas — esse elemento fundamental em qualquer quarto de hotel — estão vestidas com roupa de algodão “100% portuguesa” e almofadas em quantidade, quase chegávamos atrasados ao pequeno-almoço, servido no Wine Bar durante os meses mais frios.

Aqui não há buffet: a primeira refeição do dia é servida à mesa, com direito aos clássicos café com leite e chá, sumo de laranja, cereais e frutas da época, iogurtes, um cesto de pão fresco e croissants e uma tábua de queijos e enchidos minhotos, daqueles de encher o olho. E para quem preferir tomar o pequeno-almoço no conforto de casa, é possível — mediante pedido e sem custos extra — receber uma cesta personalizada e pôr a mesa ainda de pijama.

PÚBLICO -

Esta que é, assim, a primeira (e única) unidade de alojamento na vila vimaranense com cerca de 3300 habitantes (de acordo com os Censos de 2011) “mexeu com a economia local”. Os pães e os croissants servidos ao pequeno-almoço são feitos na padaria da vila, que também adaptou a produção às necessidades do Vale de São Torcato, tal como a lavandaria da terra. O novo empreendimento permitiu ainda a requalificação de uma zona verde perto do ribeiro que corre do outro lado da rua, com um pequeno circuito de minigolfe e uma área pensada para piqueniques, com churrasqueira à disposição dos hóspedes. Para breve está a construção de um pequeno edifício envidraçado perto da zona da piscina, onde serão instalados um ginásio e uma sala de massagens, e a apresentação do Wine Bar com um novo conceito e refeições ligeiras.

As famílias, continua Armindo Carvalho, são atraídas pelos espaços amplos onde os mais pequenos podem brincar e estar ao ar livre — desde o parque infantil aos passeios de bicicleta, passando pelas duas piscinas, uma para adultos e outra para crianças —, mas chegam também muitos turistas espanhóis, em passeio pela região e à procura das tradições de Guimarães, apenas a seis quilómetros de distância. Agora que o sossego de São Torcato já é reconhecido lá fora, o empresário que o idealizou já tem outra missão, bem ambiciosa: “Gostava de ver São Torcato ser reconhecido como Capital da Cultura Popular de Guimarães.”

 

A Fugas esteve alojada a convite do Vale de São Torcato

 

Henriques, Ana Maria “Dormir à sombra de São Torcato”. Fugas. 31 de Março, 2018.

https://www.publico.pt/2018/03/31/fugas/noticia/dormir-a-sombra-de-sao-torcato-1808199

Tão bom…família, amigos e rumar a sítios, que nos trazem paz e tranquilidade .
Um passeio em Guimarães, e visita à Vila de S. Torcato, onde ficamos hospedados. Não conhecia a vila mas ficamos rendidos logo à chegada, pelo seu imponente mosteiro, um edifício imponente que convida a uma visita. Uma vila rural, simpática que convida à sua visita. Muitas vezes, também ponto de passagem de peregrinos, das rotas dos Caminhos de Santiago.
Vale de S.Torcato, o local onde nos hospedamos, com uma zona envolvente muito tranquila e bastante cuidado e decorado. Ficamos num dos apartamentos “uma casinha”, onde o conforto está presente em cada detalhe. Adorei a decoração, e perceber que cada objecto não foi posto ao acaso. O quarto é excelente, tanto a nível da organização, decoração, como na qualidade dos têxteis. A sala tem sofá cama onde ficaram as Girl’s, e a cozinha está equipada para fazer refeições.
Nesta altura do ano, não fomos corajosos o suficiente para usufruir da piscina, mas ficou prometido uma próxima, para aí aproveitarmos ao máximo o espaço. O pequeno-almoço é servido á mesa, numa sala acolhedora, compotas, sumo natural, várias qualidades de pão, uns croissants deliciosos, a variedade é mais que suficiente.
Ainda deu tempo para as Girl’s aproveitarem a zona do mini golf, como estava de chuva não aproveitamos um baloiço que ali existe, de frente para uma ribeira…
Um obrigado a todo o staff pela simpatia e profissionalismo! Prometemos voltar.

 

maeframboesa. “Guimarães _ Vila S.Torcato”. mae framboesa blog. 24 de Janeiro, 2018.

https://maeframboesablog.blogspot.pt/2018/01/valesaotorcato.html

Numa época em que o turismo de Portugal vive porventura a fase mais profícua da sua história, são inúmeros os casos de novos projetos que vêm dinamizar e complementar a vasta oferta existente.

É com naturalidade que vemos São Torcato figurar de forma efetiva, desde Junho do corrente ano, entre as opções de excelência na procura por uma solução de conforto e relaxamento na zona circundante de Guimarães.

Ao sabor de mais uma missão cumprida, após finalizado o processo de conceção e instalação de duas piscinas no local, a Guimágua deixa a garantia de que o Vale de São Torcato – Houses & Wine Bar, se trata de um espaço díspar na região, com valências capazes de tornar os momentos de lazer uma constante realidade.

O espaço define-se mesmo como uni retiro onde o tempo corre devagar, propício à descoberta de tesouros da história de Portugal, onde o visitante pode experimentar momentos inesquecíveis e descansar num ambiente tranquilo e reconciliador. “

 

“Vale de São Torcato Houses & Wine Bar – Uma oferta de turismo distinta”. Guimágua. 6 de Julho, 2017.

Empreendimento situado na freguesia de S.Torcato, na envolvência rural do Minho profundo, o projeto procura respeitar a essência do lugar o que se traduz em características e detalhes como as unidades de habitação dispersas, os alpendres, água e a vegetação. Aberto ao turismo em 2017.

 

“Vale de S.Torcato – Houses and Wine Bar”. Lifecooler

Armindo Carvalho é natural de S. Torcato, uma vila situada na margem esquerda do rio Selho. Não tinha um único espaço de alojamento, mas isso mudou agora.

“Vivíamos numa vila que não tinha uma única cama”, explica à NiT Armindo Carvalho, proprietário do Vale de S. Torcato, quando lhe perguntamos o que é que leva um empresário da área de tecidos de decoração a estrear-se em hotelaria. “Em conversa com o arquiteto surgiu esta ideia, que achei que poderia ser interessante.”

Foi em 2014 que Armindo Carvalho, natural da vila de S. Torcato, a sete quilómetros de Guimarães, comprou um terreno agrícola com 2.800 metros quadrados. Na altura ainda não sabia o que fazer com aquilo, mas depois da conversa com o arquiteto Manuel Augusto Ramalho Antunes, do gabinete CREAR, percebeu que estava na altura da sua vila ter um espaço para receber turistas.

O autor do projeto arquitetónico era óbvio, até porque já tinha colaborado antes. “Já trabalho com ele há vários anos. Fez os armazéns da minha empresa, a minha casa.”

O resultado nasceu a 3 de junho e está à vista: seis villas T1, cada uma com sala com kitchenette, casa de banho e quarto. A sala também tem um sofá-cama, que permite acomodar mais duas crianças. Lá fora há um alpendre privativo. E porque também se fala de arte neste projeto, cada casa tem uma escultura de Dinis Ribeiro, um artista também natural de S. Torcato. Há ainda pinturas do artista plástico Pedro Guimarães.

Isto tudo lá dentro. Lá fora há uma piscina com 16 espreguiçadeiras, um campo de mini golf e uma esplanada com capacidade para 24 pessoas. Quanto às refeições, há um wine bar onde se servem snacks ligeiros como tábuas de queijos e enchidos. Além disso, só mesmo o pequeno-almoço.

Ainda assim, ninguém fica com fome: o Vale de S. Torcato tem uma parceria com dois restaurantes locais, o restaurante Fentelhas e a pizzaria 4 Estações. Mediante pedido, as refeições chegam num instante à porta da sua villa.

Consoante a época, os preços variam entre 110€ e 140€, com pequeno-almoço incluído. As crianças até aos 12 anos não pagam.

 

Miranda, Marta Gonçalves. “Esta casa nasceu do sonho de um homem que queria uma cama na sua vila”. NiT. 29 de Setembro, 2017.

https://nit.pt/out-of-town/turismos-rurais-e-hoteis/esta-casa-nasceu-do-sonho-um-homem-queria-cama-na-vila

Num lugar onde o tempo corre devagar nasceu um novo retiro. Envolvido pelas paisagens rurais das margens do rio Selho, o Vale de São Torcato vive das cores, cheiros e sabores de cada estação. O milho, os moinhos, as vinhas de enforcado e o granito dos monumentos históricos pintam o vale. A seis quilómetros de Guimarães ergue-se agora um complexo turístico de luxo com seis estruturas residenciais de 40 m² equipadas com ar condicionado, TV, sala com kitchenette e WC. Pode apanhar banhos de sol e mergulhar nas piscinas exteriores para adultos e crianças, no terraço ou no jardim. Pode até entreter-se com as bicicletas e um campo de minigolfe. Não perca o wine bar da vimaranense Carole Coelho, que foi considerada a melhor barmaid de Portugal pelo Lisbon Bar Show e que aqui apresenta uma vasta selecção de cocktails, gins e vinhos nacionais – incluindo os vinhos verdes de São Torcato. Nas imediações da propriedade pode experimentar a gastronomia minhota e a doçaria tradicional, passear pelo Camélias Park Flavius, que concentra a maior colecção de camélias reticulatas do país, ou viver aventuras em família no VivaPark.

“Vale de SãoTorcato Houses & Wine Bar”. Time Out [Porto], p.105.

Moderno e desafiante, o Vale de S. Torcato – Houses & Wine Bar abriu em junho, numa zona rural do concelho de Guimarães

Na pacata vila de S. Torcato, fora do centro de Guimarães, abriu no verão de 2017 um alojamento que desafia as probabilidades. O Vale de S. Torcato – Houses & Wine Bar surpreende pela modernidade e recurso à arte contemporânea num cenário rural.

A novidade surge como lufada de ar fresco na zona, mas não vira as costas à realidade que a viu nascer: abraça-a com a mesma intensidade. Como? No nome, inspirado na figura de S. Torcato, venerada na terra, e na identidade do território: tenta-se replicar “os pequenos caminhos, o ripado dos espigueiros, as pérgulas e alpendres, as unidades de habitação dispersas, a praceta, a água e a envolvência vegetal”, respeitando-se, ao mesmo tempo, “a topografia natural do terreno, os pequenos muros que suportam as plataformas, a forma orgânica da ocupação espacial”, descreve uma nota de apresentação.

As estátuas de Dinis Ribeiro, artista local, destacam a figura feminina da “Mãe Natureza” nos jardins e acrescentam interesse e elementos diferenciadores às sete casas do empreendimento (€90 a €160). Os alojamentos têm sala de estar, kitchenette e camas com lençóis de algodão, sendo decorados com o artesanato de António Araújo e quadros generosos de Pedro Guimarães. As telas representam oito motivos diferentes em torno do Santuário de S. Torcato, visível desde a unidade. De cores fortes, as obras e o mobiliário dão vida aos espaços do Vale de S. Torcato – Houses & Wine Bar (Rua das Charnecas, 100, S. Torcato – Guimarães. Tel. 253 534 008).

Nestas casas, onde cabem dois adultos e duas crianças, foram garantidas condições de conforto, quer nos sofás-cama e cadeiras quer nas paredes, feitas com tijolo que permite maior isolamento térmico e acústico. Imperam as madeiras e o revestimento é em microcimento.

O projeto de Armindo Carvalho, empresário ligado à distribuição de tecidos de decoração, foi “um desafio difícil, mas gratificante”. Os jardins são preenchidos pelas árvores de fruto, camélias e até bonsais, colocados estrategicamente junto à piscina, como se o relaxamento do corpo e do espírito naquelas águas exigisse, à semelhança das árvores, tranquilidade, tempo e, porque não, alguma “habilidade artística”. Também as crianças têm uma piscina a pensar em si…

No verão, os pequenos almoços – simples, mas saborosos – são servidos na esplanada, passando para as mesas do Wine Bar nas estações frias. No Vale de S. Torcato – Houses & Wine Bar Está previsto um serviço de refeições ligeiras a pedido, mas para já a alternativa são os restaurantes do concelho (a unidade tem parcerias neste capítulo).

Com tempo de feição, usufrua dos banhos de sol no terraço do Vale de S. Torcato – Houses & Wine Bar. Pode também solicitar uma massagem e explorar a zona do minigolfe, excelente para entreter os mais novos. Por ali há bancos de madeira e mesas para fazer piqueniques, que são sinónimos de tardes agradáveis, já que o rio Selho passa mesmo ao lado…

Vizinho do minigolfe desta unidade, um horto com mais de 100 variedades de camélias é outro ponto de interesse visitável. Tal como o lago artificial que se encontra a 200 metros. Vá a pé ou peça uma bicicleta gratuita na unidade, para prolongar a aventura nas imediações.

De volta ao alojamento refugie-se no bonito Wine Bar. Está sempre aberto e é uma boa hipótese para quem deseja tomar um copo enquanto aguarda pelo fim da tarde ou pela hora do sono.

 

 

 

Barros, Pedro José. “Dormir com telas e esculturas em S. Torcato”. Boa Cama Boa Mesa, 28 Fevereiro, 2018.

http://boacamaboamesa.expresso.sapo.pt/boa-cama/2018-02-28-Dormir-com-telas-e-esculturas-em-S.-Torcato

Os nossos hóspedes confirmaram. Somos um exemplo de hospitalidade pelo conforto, diferença, comodidades, simpatia e dedicação. Fomos premiados com o Guest Review Award pela Booking, com uma pontuação de 9.6 em 10.
Um enorme agradecimento aos nossos hóspedes e a todos que de alguma forma colaboram diariamente neste projeto.